7 inovações na agricultura que podem salvar o mundo Permacutura, telhados verdes, reaproveitamento de água: técnicas que precisamos conhecer e aplicar

1. Agricultura Algorítmica

Os algoritmos estão em toda parte, e o mais comum de ouvirmos é sobre seus usos na web para guardar os dados de pesquisas na web como forma de incentivar a venda de produtos que mais nos convém. E o que eles têm a ver com agricultura?

No Reino Unido, o designer Benedikt Groß tem mostrado que algoritmos também podem ser a maneira de encontrar a forma mais eficaz de plantar um campo com diversas culturas. Os complexos padrões criados por ele podem melhorar a resiliência ecológica e diversidade no campo. Com a ajuda da ciência, ele calcula a quantidade de cada cultura para criar bons resultados. Veja mais aqui. Na foto, você observa de cima como ficam as plantações:

algorithmic-farming-1

2. Permacultura e Florestas de alimentos

A Permacultura é um amplo sistema de princípios que procura simular e utilizar padrões que podem ser observadas na natureza. O nome vem da ideia de agricultura permanente, que depende de plantas perenes e descarta a lavoura intensiva.

Na floresta de alimentos, a agricultura imita a estrutura multi-camadas de um ambiente de floresta. Plantas de cobertura do solo que fornecem alimentos e enriquecimento de nutrientes são combinados com arbustos baixos e pequenas árvores, enquanto as grandes árvores e videiras ficam acima. A permacultura está no mundo todo, e estes espaços verdes originais fornecem além de alimentos, um ambiente muito inteligente e agradável de reunião da comunidade.

planting-community

3. Empilhamento de funções – experiência do Ring Garden

Os campos bem desenhados com uma variedade de culturas plantadas têm várias funções: produção de alimentos, habitat dos animais selvagens, melhoria da qualidade do ar, absorção de carbono, e muito mais.

É o que é conhecido como as “funções de empilhamento” nos círculos de permacultura. Um dos exemplos mais promissores deste princípio é o Ring Garden movido a energia solar. Embora o Garden Ring esteja ainda em sua fase conceitual, vale a pena explorar sua combinação de dessalinização, energia solar e produção de alimentos, em particular para as comunidades costeiras atingidas pela seca como a Califórnia.

Quando estiver plenamente operacional, a estrutura rotativa será projetada para produzir anualmente 16 milhões de litros de água limpa, 40.000 libras de culturas cultivadas sem solo, e 11.000 libras de biomassa para a alimentação do gado.

ringgarden

4. Colheita e aproveitamento de águas pluviais

A água da chuva é um recurso precioso que comunidades e indivíduos normalmente não conseguem captar e utilizar para satisfazer as suas necessidades de forma eficaz. Tambores de chuva pode ser instalados sobre uma pequena ou grande escala para captar água da chuva para utilização posterior em crescimento ou de infusão.

Adicionar cobertura viva pode ajudar a melhorar a fertilidade do solo e aumentar a quantidade de água da chuva que será armazenada e retida no solo. Swales, uma estrutura fundamental em design de permacultura, usa pequenos montes para diminuir o fluxo de água da chuva rio a fora e capturá-la para que as plantas absorvam.

rain

5. Cultivo com Fungos

Fungo às vezes são tidos como o reino esquecido da vida, um erro, já que sem eles o nosso ecossistema não sobreviveria. Os cogumelos por exemplo são fungos que podem ser utilizados para combater o câncer, no tratamento da depressão, ou para cozinhar uma refeição deliciosa.

No entanto, os cogumelos são meramente um exemplo de um vasto mundo, e outro muito importante é o micélio, uma rede fibrosa abaixo do solo que desempenha um papel fundamental na saúde ecológica.

Os cientistas têm colocado estas redes de micélio nas raízes de plantas, o que lhes permite suportar secas extremas que poderiam destruí-los. O micologista Paul Stamets colocou fungo num pasto de vacas, onde as bactérias de resíduos é absorvida e purificada pelo fungo antes que ele atinja uma fonte de água. Stamets também desenvolveu uma patente para um pesticida fúngico que destrói as pragas sem o uso de substâncias químicas nocivas.
mushrooms

6. Jardinagem com crianças

Para termos alimento amanhã, devemos plantar sementes hoje. Os jovens são quem herdarão um mundo ameaçado por mudanças climáticas e devastação ecológica. Mas eles estão aprendendo a apreciar e proteger o mundo natural com o plantio de sementes. A jardinagem com crianças em escolas, comunidades e lares tem crescido em todo os Estados Unidos nos últimos anos, impulsionado pelo foco da primeira-dama Michelle Obama no tema da jardinagem e nutrição.

A FoodCorps é uma organização de serviço nacional fundada em 2009, com a missão de conectar as crianças com comida de verdade. Agora ela serve dezenas de organizações em dezessete estados, além de DC.

foodcorps

7. Telhados Verdes

Em ambientes urbanos onde o espaço é limitado, o cultivo em espaços subutilizados, como telhados pode contribuir para um sistema alimentar local. Em Chicago, a maior fazenda em telhados do mundo na fábrica Methods Products é alimentada por energia 100% renovável. A prática proporciona empregos para os moradores locais e produz por ano milhões de libras de vegetais, de origem local livre de pesticidas.

Também em Chicago, os produtores no Omni Ecossistemas estão superando os limites da agricultura urbana com cultivo de trigo em telhados, e para melhorar, o trigo ainda é matéria prima para padeiros locais.


wheatteam
Imagens de Pixabay, Benedikt Groß, Boston Food Forest Coalition, Alexandru Predonu, Nicholas Lannuzel, Kalle Gustafsson, FoodCorps, and Omni Ecosystems.
Saiu primeiro em inhabitat.com, por Greg Praia.

Mariana Caires

Deixe um comentário em 7 inovações na agricultura que podem salvar o mundo Permacutura, telhados verdes, reaproveitamento de água: técnicas que precisamos conhecer e aplicar