Físicos estão perto criar o medidor de tempo mais preciso que já se viu O Relógio Nuclear desenvolvido em Munique baseia-se no núcleo, 100 mil vezes menor que um átomo. antes usado nas medições

Físicos da Universidade Ludwig-Maximilians de Munique, Alemanha, estão perto de concluir um Relógio Nuclear. O objeto já é um sonho antigo dos pesquisadores, e dessa vez, a equipe conseguiu realizar um procedimento que há 40 anos se tenta sem sucesso.

O tour de force foi feito com o decaimento radioativo alfa do urânio-233, que gerou o tório-229. Este foi então isolado na forma de um feixe de íons. Imagem: Lars von der Wense/LMU Munich
O tour de force foi feito com o decaimento radioativo alfa do urânio-233, que gerou o tório-229. Este foi então isolado na forma de um feixe de íons. Imagem: Lars von der Wense/LMU Munich

O procedimento liderado por Lars von der Wense produziu em laboratório o isótipo de teório com massa atômica 229.  A partir de agora, devem caracterizar as propriedades de transição nuclear do material e checar se a diferença de energia entre os dois bate com o que se prevê na teoria.

A expectativa é que a meia-vida do Tório-229 seja longa, de minutos a horas. Assim, devem medir a frequência da radiação emitida quando o estado nuclear excitado cair para o seu estado fundamental.

Então, os físicos devem fazer o controle óptico dessa transição através de um precisamente ajustado na frequência correta.
O artigo do estudo está disponível aqui

Mariana Caires

Deixe um comentário em Físicos estão perto criar o medidor de tempo mais preciso que já se viu O Relógio Nuclear desenvolvido em Munique baseia-se no núcleo, 100 mil vezes menor que um átomo. antes usado nas medições