Livros que todo engenheiro deveria ler: Scrum – a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo

Olá, engenheiros, engenheiras, estudantes ou interessados em engenharia e tenologia. Hoje tem artigo novo da série Livros que todo engenheiro deveria ler. E claro, todos nós sabemos que gerenciamento de projetos é uma habilidade essencial do engenheiro. Porém, pelo menos na minha faculdade, está habilidade fica muito no mundo das ideias e muita coisa sobre o assunto tem que ser aprendida na prática, quebrando a cara mesmo. Por isso, quero apresentar para vocês um livro que mudou a minha visão sobre como deve ser feito o gerenciamento de projetos: Scrum – a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo, do Jeff Sutherland e J. J. Sutherland.

Scrum - a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo, de Jeff Sutherland e J. J. Sutherland
Scrum – a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo, de Jeff Sutherland e J. J. Sutherland. Compre na Amazon, com desconto: https://amzn.to/2YUKfyd

Scrum é uma metodologia de desenvolvimento ágil, um técnica de gerenciamento de projetos com foco na aceleração do trabalho, efetividade e produtividade da equipe e a completa eliminação de barreiras e obstáculos que impeçam a equipe de entregar o valor prometido ao cliente. Desenvolvido e aplicado com sucesso por Jeff Sutherland especialmente para o desenvolvimento de software e aplicado com sucesso em setores diversos (educação, mercado financeiro, manufatura), o Scrum nada mais é que a sistematização e generalização do modelo Toyota de produção na gestão das mais diversas equipes e produtos que as mesmas desenvolvem.

Sumário do “Scrum – a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo

O livro é dividido em nove capítulos muito coesos e diretos. Os autores falam de diversas experiências interessantíssimas de como a aplicação do Scrum em equipes dos mais variados setores (desde empresas de equipamentos médicos até o próprio FBI) mostraram o tanto de obstáculos de comunicação e ineficiência existem nas grandes empresas. Um dos primeiros exemplos do livro, onde o FBI gastou centenas de milhões de dólares com o desenvolvimento de um software ao longo de quase uma década que nunca chegou a ser entregue. Com a aplicação do Scrum e uma equipe muito menor, o mesmo software foi finalizado e entregue em menos de 2 anos, por uma pequena fração do valor inicial.

Apesar da maioria dos exemplos serem relativos a empresas de software, o livro também mostra a implantação do método em diversos tipos de setores, como educação, mercado financeiro e até mesmo gestão de obras (fiquem atentos engenheiros civis, arquitetos e técnicos de construção). Um exemplo emblemático do livro é o de uma reforma de uma casa. O dono, conhecedor do Scrum, decidiu aplicar o método com sua equipe de obra. O resultado foi uma obra entregue de maneira perfeita, dentro do prazo e do orçamento. Seu vizinho, vendo o sucesso da sua reforma, decide contratar a mesma equipe, para fazer a mesma reforma em sua casa, idêntica à que a equipe acabou de reformar, porém ele não aplica o Scrum. O resultado é que a sua obra leva o dobro do tempo e quase o dobro do custo da obra que teve como metodologia de gestão, justamente, o Scrum. Acredito que só de mostrar este exemplo, já te deu vontade de aprender o Scrum, certo?

O Scrum ensina a priorizar a entrega do que é estritamente essencial ao projeto, elimina os problemas de comunicação da equipe e deixa todo o processo de trabalho transparente, tanto para os funcionários, quanto para o cliente. Deste modo, é possível ter retornos frequentes, tanto da equipe quanto do cliente, o que faz com que o time sempre entregue um produto ou serviço que atinja as expectativas do cliente, muitas vezes por uma fração do preço da concorrência.

Você já leu este livro? Deixe sua opinião nos comentários!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.