Nova tecnologia promete resolver um problema de 200 anos nas ferrovias

A tecnologia de ferrovias é muito antiga, com origens que remontam à Revolução Industrial. Mesmo com todo este tempo de existência e a consolidação da sua indústria, ainda há muito espaço para inovação. Engenheiros da Universidade de Loughborough, Inglaterra desenvolveram um novo aparelho de mudança de via, e prometem que ele irá erradicar um problema de 200 anos!

Mas o que é um aparelho de mudança de via?

Um aparelho de mudança de via ou AMV é o equipamento usado para permitir que o trem transite entre diferentes linhas e ainda permita a continuidade da via para um determinado caminho.

Basicamente, lâminas se movimentam entre os trilhos para alterar a trajetória da via. O problema é que, se por alguma razão, as lâminas não completarem o movimento ou parar em uma posição intermediária, o trem pode sofrer um descarrilamento.

Para reduzir este risco, as ferrovias implantam sensores, protocolos operacionais de sinalização e procedimento para evitar a passagem do trem por um AMV que não ofereça uma passagem segura. Tudo isso adiciona custo e complexidade à operação da ferrovia, aumentando os custos de manutenção e reduzindo sua capacidade.

O novo AMV projetado pelos engenheiros da Universidade de Loughborough REPOINT (Redundance Engineered POINTs) é completamente diferente dos AMVs utilizados atualmente.

Segundo o professor Roger Dixon, reitor da Escola de Eletrônica, Elétrica e Sistemas de Engenharia da Universidade de Loughborough, o projeto do REPOINT é baseado nas práticas redundância da indústria nuclear e aeroespacial. Com isso, o REPOINT foi desenvolvido para garantir a segurança (evitando o descarrilamento) mesmo quando ocorrer uma falha na mudança da via: os trilhos sempre estarão alinhados à uma via, nunca em uma posição intermediária. Outra vantagem é a velocidade: enquanto os AMVs atuais levam até 4 segundos para mudar o caminho da via, o REPOINT leva 0,2 segundos. O vídeo abaixo (em inglês), explica de forma mais técnica o funcionamento desta tecnologia:


Com informações de Universidade de Loughborough e Rail Engineer.

Douglas Moura

Fundador do Engenharia Livre, engenheiro civil e programador. Procuro sempre compartilhar as melhores informações do mundo da Engenharia.
Deixe um comentário em Nova tecnologia promete resolver um problema de 200 anos nas ferrovias