O futuro está nos elevadores multidirecionais

Elevadores existem há muito tempo. A referência mais antiga a um elevador está nos trabalhos do arquiteto, engenheiro civil e engenheiro militar Vitruvius, o qual informa em seus escritos que Arquimedes (287 a.C. – 212 a.C.) construiu um elevador provavelmente no ano 236 a.C. E desde estes tempos remotos, o conceito continua o mesmo: uma caixa erguida por uma corda para levar pessoas ou carga de um nível para outro. Mas segundo a empresa e engenharia alemã ThyssenKrupp, este conceito esta prestes a mudar.

maxresdefault

MULTI é o nome dado pela ThyssenKrupp ao primeiro elevador do mundo que não utiliza cabos de suspensão. Ao contrário dos elevatórios atuais que ficam suspensos em uma corda e só podem ser usados perpendicularmente ao solo, o MULTI inaugura um novo jeito de se pensar em elevadores: múltiplas cabines podem se mover tanto vertical quanto horizontalmente, suspensas pela mesma tecnologia magnética que move os trens Maglev. Isso permitirá com que engenheiros e arquitetos projetem uma completa nova gama de edificações que possam tirar proveito dessa nova tecnologia.

Isso torna possível a operação de múltiplas cabines no mesmo vão de elevador, o que não é possível com a tecnologia atual devido ao uso dos cabos. Segundo a empresa, esse novo meio de operação de elevadores será similar ao dos trens metropolitanos e reduzirá o tempo de locomoção em elevadores para edifícios de grande porte em até 50%.

Outra vantagem do novo sistema é que com a ausência de cabos, o vão utilizado para as cabines do elevador poderá ser reduzido, melhorando o aproveitamento de espaço das edificações em até 25%. Atualmente, em edifícios de grande porte, os elevadores podem ocupar até 40% do espaço disponível para uso.

A empresa ainda informa que o uso ideal da tecnologia seria em edifícios com mais de 300 metros de altura, mas isso não impede que o sistema seja instalado em edifícios menores. As cabines se moverão circularmente a uma velocidade de 5 m/s (18 km/h), possibilitando ao passageiro um acesso quase ininterrupto à uma cabine de elevador a cada 15 ou 30 segundos!

Torre de testes da ThyssenKrupp em Rottweil, Alemanha, atualmente em construção. Imagem © ThyssenKrupp
Torre de testes da ThyssenKrupp em Rottweil, Alemanha, atualmente em construção. Imagem © ThyssenKrupp

Só para vocês terem noção dos benefícios do MULTI, o engenheiro elétrico Andreas Schierenbeck, presidente e diretor-executivo da seção de elevadores da ThyssenKrupp ainda fornece alguns dados: “Por ano, os trabalhadores dos escritórios da cidade de Nova York perdem o acumulado de 16,6 anos esperando por elevadores e 5,9 anos dentro de elevadores. Estes dados demonstram o quão imperativa é a necessidade de aumentar a disponibilidade de elevadores”.

Os primeiros testes começarão em 2016. É esperar para ver esta tecnologia ser usada em novos edifícios (com certeza isso vai começar em Dubai).

Agora sim podemos construir os mega prédios vistos no mundo do juiz Dredd.

Mega City One, cidade fictícia do juiz Dredd, apinhada de mega edifícios.
Mega City One, cidade fictícia do juiz Dredd, apinhada de mega edifícios.

Atualização (13/01/2016)

Recentemente a empresa divulgou um vídeo mostrando os elevadores MULTI em funcionamento:

Notícia, imagens e vídeo: ThyssenKrupp.

Douglas Moura

Fundador do Engenharia Livre, engenheiro civil e programador. Procuro sempre compartilhar as melhores informações do mundo da Engenharia.
Deixe um comentário em O futuro está nos elevadores multidirecionais