Perigo vs. risco — qual a diferença?

Risco e perigo são definições para duas coisas distintas, mas que estão intrinsecamente ligadas.

Antes de partirmos para uma definição formal dos conceitos de risco e perigo, imagine que você está em um zoológico, olhando para a jaula dos tigres. Neste momento, os tigres representam um perigo para você. Agora, entrar na jaula dos tigres representa um risco de morte ou lesão corporal muito grande.

bengal tiger half soak body on water during daytime
O tigre é um perigo. Entrar em sua jaula representa um risco.

Para a Engenharia de Segurança do Trabalho, os termos riscos e perigo são definidos pela norma ISO 45001 (pág. 5):

  • Perigo: fonte com potencial para causar lesões e problemas de saúde. Os perigos podem incluir fontes com potencial de causar danos ou situações perigosas, ou circunstâncias com potencial de exposição, levando a lesões e problemas de saúde;
  • Risco: efeito da incerteza. Efeito, conforme definido na norma ISO 450001 é um desvio do esperado — positivo ou negativo. E incerteza, conforme definido na mesma norma, é o estado, mesmo parcial, da deficiência de informação relacionada à compreensão ou ao conhecimento de um evento, sua consequência ou probabilidade.

Ainda conforme à norma ISO 45001, o risco muitas vezes é caracterizado por referência à “eventos” potenciais (conforme definido no ABNT ISO Guia 73:2009, 3.5.1.3) e “consequências” (conforme definido no ABNT ISO Guia 73:2009, 3.6.1.3), ou uma combinação destes. O risco também é frequentemente expresso em termos de uma combinação das consequências de um evento (incluindo mudanças nas circunstâncias) e da “probabilidade” associada (conforme definido no ABNT ISO Guia 73:2009, 3.6.1.1) de ocorrência.

É importante entender a definição de perigo e risco conforme a norma, para que técnicos e engenheiros de segurança do trabalho possam exercer suas funções de acordos com os padrões internacionais de qualidade.

José Carlos Gomes Gabriel

Técnico de segurança do trabalho com 8 anos de experiência na supervisão e aplicação das normas de segurança em grandes construtoras.
Deixe um comentário em Perigo vs. risco — qual a diferença?