Pesquisas buscam acabar com a morte de pássaros nas Usinas Fotovoltáicas dos EUA Maior usina do mundo causa 6 mil mortes de pássaros por ano, e o Serviço Geológico dos EUA busca soluções

Produzir energia elétrica através da luz solar é uma atividade limpa e sustentável, certo? Quando temos a notícia de que a maior usina de energia solar do mundo matou 6 mil pássaros em um ano, parece que tudo não é tão simples assim.

Essa é a realidade da usina de Ivanpah, inaugurada em fevereiro de 2013 no deserto de Mojave, sudeste na Califórnia. Com o sistema de espelhos, que reflete os raios solares para caldeiras no topo de torres, a água desses tubos esquenta e seu vapor faz turbinas se movimentarem, gerando eletricidade. Porém, o brilho atrai insetos, e pássaros vão ao local, além de que este já fazia parte da rota dos pássaros que migram para o pacífico. Quando chegam perto do calor de mais de 500 graus, os animais são incinerados por aquela energia que, no fim do mês, poderá abastecer 140 mil moradias.

Para tentar descobrir o que atrai os animais ao local e descobrir como e de onde eles vêm, o Serviço Geológico dos EUA está realizando um estudo. O primeiro passo é descobrir qual a melhor forma de vigiar os pássaros.

A fase inicial da pesquisa revelou que o método mais eficaz de detectar animais que voam em torno das torres é a vigilância por vídeo.

A próxima etapa será examinar quais os efeitos da infra-estrutura sob os animais voadores, a fim de diminuir os efeitos nocivos.

Em mais de 700 horas de vídeo, percebeu-se que a maioria de animais que se aproximaram das torres foram insetos. Poucas aves foram impactadas pelo fluxo solar, a maioria foi atrás dos pequenos voadores.

Algumas medidas, como trocar dos refletores por lâmpadas de LED que atraem menos insetos, ou instalação de pregos anti-empoleiramento e de alto-falantes que emitem sons irritantes aos pássaros foram feitas. Porém, os resultados ainda não são o que se espera.

Mas existem outras maneiras de se produzir energia solar que não matem os pássaros. No método que utiliza painéis fotovoltaicos, mais comum em solo brasileiro, os pássaros podem se aproximar da usina e chegam até a aproveitar a sombra debaixo da estrutura.

Segundo o site da ANEEL, a energia de Centrais Geradoras Solares Fotovoltaicas são 0,02% da produção total de energia no país. (dados de set.2016). São 4 empreendimentos em funcionamento, com potência total de 26.962 kW. Outros 3 empreendimentos estão em construção, que somarão 84.000 kW de potência energética ao país.

Mariana Caires

Deixe um comentário em Pesquisas buscam acabar com a morte de pássaros nas Usinas Fotovoltáicas dos EUA Maior usina do mundo causa 6 mil mortes de pássaros por ano, e o Serviço Geológico dos EUA busca soluções