[Review] Moto X Force: smartphone robusto e potente para as tarefas do dia-a-dia

Há alguns dias a Motorola lançou o novo Moto X Force, um smartphone premium, com acabamento em nylon balístico e tela com 4 anos de garantia contra estilhaçamento. Veja só este vídeo, comparando o iPhone 6, o Galaxy S6 e o Moto X Force caindo sobre uma mesma superfície.

Bem legal né? Nos 7 dias que fiquei com o celular, tive a oportunidade de ver a cara de susto de muito gente quando, sem qualquer motivo, eu deixava o celular cair no chão 😂😂😂.

Mas como eles conseguiram essa façanha? Claro que a equipe de marketing sempre cria um nome legal nestes casos: eles chamam de ShatterShield™, conhecido vulgarmente como plástico. É que no lugar de vidro, a Motorola optou por usar um polímero. O resultado final dos três anos de pesquisa e desenvolvimento (segundo a Motorola) ficou tão bom, que em nenhum momento pude notar alguma diferença entre a tela de plástico do Moto X Force e a tela de vidro do meu Moto E (ok, são smartphones que estão em pontas opostas no mercado, mas dá para ter uma ideia).

Chassi de alumínio, tela AMOLED + dupla camada sensível ao toque + lente integrada e lente externa
Chassi de alumínio, tela AMOLED + dupla camada sensível ao toque + lente integrada e lente externa

Outro fator importantes para aumentar a redundância da tela: a Motorola também optou por colocar duas camadas de sensores de toque: caso uma seja danificada durante a queda, ainda teremos outra disponível.

Eu gostei bastante da câmera (as fotos acima foram feita com o Moto X Force). O smartphone possui flash na câmera principal e na frontal, muito útil para aquele sua selfie na balada.

As bordas são de metal e apesar da tela ser resistente ao toque e o nylon balístico não sofrerem riscos em superfícies ásperas, as partes de metal riscam. Mas devido ao tamanho da tela (5,4″), mesmo que as bordas estejam riscadas, dificilmente você conseguirá vê-las durante o uso.

Como é de praxe da linha Moto, o Moto X Force vem com Android Lollipop, sem nenhuma customização da Motorola, e já com upgrade garantido para o Android Marshmallow.

A combinação da bateria de 3760 mAh com o carregador Turbo é sensacional. Em aproximadamente 1 hora a bateria do celular está completamente carregada. A Motorola promete um uso de 10 horas com apenas 15 minutos de carga e até 48 horas com a bateria cheia. Durante os meus testes, a bateria durou sim mais de um dia, mas após a instalação de alguns aplicativos que consomem muita banda de internet (WhatsApp, Facebook, etc), a duração da bateria caiu um pouco (ainda sim, durava mais de 24 horas).

Meu veredito? É um ótimo celular, e se encaixa perfeitamente para pessoas que deixam o smartphone cair muito (quem nunca estilhaçou a tela do seu smartphone?). O preço inicial é de salgados R$ 3149,00. Veja as configurações:

Processador Qualcomm Snapdragon 810
Memória RAM 3 GB RAM
Armazenamento 64 GB + slot para cartão de memória
Tela AMOLED, 1440 x 2560 pixels, 540 ppi
Sistema operacional Android OS, v5.1.1 (Lollipop), com upgrade para o v6.0 (Marshmallow)
Câmera Principal: 21 MP, frontal: 5 MP

Douglas Moura

Fundador do Engenharia Livre, engenheiro civil e programador. Procuro sempre compartilhar as melhores informações do mundo da Engenharia.
Deixe um comentário em [Review] Moto X Force: smartphone robusto e potente para as tarefas do dia-a-dia