TensorFlow: o motor de inteligência artificial do Google é liberado para o mundo

Segundo o cientista da computação John McCarthy, “[Inteligência artificial] é a ciência e a engenharia de construir máquinas inteligentes”. As pesquisas em inteligência artificial são focadas principalmente nas áreas de raciocínio, conhecimento, planejamento, aprendizado, processamento de linguagem natural (comunicação), percepção e habilidade de mover e manipular objetos.

Este campo da ciência basicamente busca descrever a inteligência do ser humano tão precisamente que uma máquina poderá ser capaz de simulá-la. Tal ideia, um tanto tentadora, gera grandes debates sobre a natureza da nossa mente e até mesmo a ética de se criar um ser artificial com inteligência humana (ninguém quer um exército de robôs assassinos destruindo a raça humana, não é mesmo?

open-uri20140730-7-132fs54

Ainda assim, o campo da inteligência artificial está avançando rapidamente e com a ajuda do Google, ele deverá estar presente ainda mais cedo em nossas vidas.

O Google liberou seu motor de inteligência artificial, chamado projeto TensorFlow. Desse modo, a empresa esperar acelerar o desenvolvimento da inteligência artificial, pois a empresa acredita que “‘ensinar’ máquinas a aprender é um ingrediente-chave para produtos inovadores e tecnologias do futuro”. O Google ainda diz que outro motivo é a falta de ferramentas-padrões que ajudem os pesquisadores e desenvolvedores a desenvolverem inteligência artificial.

O TensorFlow já é utilizado nos produtos do Google, como a busca, tradução, reconhecimento de voz e o Google Fotos (sabe aqueles montagens automáticas de vídeos e fotos que o Google Fotos faz para você?).

“O Google está entre cinco e sete anos à frente do resto do mundo [em AI]. Se eles abrirem o código das suas ferramentas, isso pode fazer todo mundo ficar melhor em aprendizagem de máquina”, disse Chris Nicholson, da startup de inteligência artificial Skymind, à Wired.

Christopher Manning, professor da Universidade de Stanford, já utiliza o TensorFlow há algum tempo e elogia, dizendo que a tecnologia do Google é mais avançada que as existentes, realizando as operações com mais rapidez. “Como pesquisador, se uma ferramenta faz as coisas ficarem mais rápidas, ela é bastante convincente”, disse Manning à Bloomberg.

Vários outras grandes empresas de tecnologia também trabalham com inteligência artificial e também disponibilizam o código fonte: Torch (do Facebook), Caffe e Theano.

Saiba mais: [TensorFlow via Bloomberg, Wired, Wall Street Journal]

Deixe uma resposta