Tomates são produzidos no deserto australiano Sistema possibilita cultivar tomates com água do mar e energia solar.

Lançado oficialmente no dia 6 de outubro, o Projeto Sundrop é totalmente inovador. Situado em 20 hectares no deserto do sul da Austrália, o programa utiliza energia solar e água do mar para produzir tomates, e já está dando bons frutos.

O processo funciona assim: A energia vêm de um sistema de espelhos que reflete os raios para a torre central. Essa energia é, então, destinada à dessalinização da água. Tubos captam a água do mar, que após o processo de dessalinização, receberá adição de nutrientes e servirá para a irrigação das plantas.

O sistema não é 100% independente de energia elétrica, pois 15% do fornecimento vem de sistemas convencionais, principalmente com o sol fraco no inverno. A produção garante o fornecimento de 15.000 toneladas de tomates por ano, que já têm destino certo. O Projeto firmou parceria com a Coles, agência australiana, para a distribuição dos tomates. Ao todo, foram investidos 200 milhões de dólares, metade financiada pela Coles.

Já há projetos de novas implantações parecidas em Odemira, Portugal e em Tennessee, nos EUA.

Conheça mais o projeto no vídeo:

Mais detalhes em: http://www.sundropfarms.com/

Mariana Caires

Deixe um comentário em Tomates são produzidos no deserto australiano Sistema possibilita cultivar tomates com água do mar e energia solar.