Turbinas eólicas com baterias hidrelétricas? Na Alemanha isso já é realidade Sistema permite autoalimentação energética na própria torre.

A Alemanha está construindo as primeiras turbinas eólicas do mundo com baterias hidrelétricas embutidas. Lado a lado, um sistema alimenta o outro.

O armazenamento de água permite que as torres forneçam a energia necessária para quando o vento para de soprar e de movimentar as turbinas. É o primeiro grande exemplo das duas tecnologias sendo fisicamente integradas para fornecer energia renovável confiável.O projeto é da General Eletric, e armazena energia das lâminas giratórias por meio do bombeamento de água a cerca de 100 pés dentro da própria estrutura da turbina. Mais 9 milhões de galões ficarão armazenados nas bacias em torno de cada base. Quando o vento pára, a água flui para baixo para gerar energia hidrelétrica. Um lago sintético no vale abaixo recolhe a água até que as turbinas bombeiem a água para trás outra vez.Normalmente, o excesso de energia colhido vai direto para a rede elétrica, pois armazenar a energia seria um processo caro.  Este projeto cria uma maneira acessível para armazenar o excesso de energia em um reservatório natural, e integra a fonte e o armazenamento em um sistema.O projeto está sendo construído pela empresa alemã Max Boegl Wind AG e GE Renewable Energy. O parque eólico deve se conectar à rede até 2017, e as unidades hidrelétricas estarão concluídas até o final de 2018.

Como funciona?

As quatro turbinas eólicas são conectadas por um canal que leva a água até o vale. O parque eólico na Floresta da Suábia-Francônia, na Alemanha, contará com as turbinas mais altas do mundo, com 246,5 metros de altitude. O sistema deve produzir 13,6 megawatts quando estiver a plena velocidade, junto com outros 16 megawatts da usina hidrelétrica.

A Alemanha está passando por um processo de transição de energia,na tentativa de praticamente eliminar os combustíveis fósseis. O país pretende extrair 45% de sua energia proveniente de fontes renováveis até 2030 e atingir 100% até 2050. No ano passado, o mix renovável médio foi de 33%, informa Agora Energiewende, um think tank alemão de energia limpa.
A GE diz que este parque é o primeiro grande projeto que integra o armazenamento de água nas próprias turbinas, embora existam alguns exemplos de armazenamento combinado de energia eólica e de bombeamento no mundo. Se bem sucedido, deve provar ser um molde para outros projetos. A Boegl diz que planeja adicionar um a dois novos projetos eólicos na Alemanha anualmente depois de 2018, e novos sites podem ser encontrados em todo o mundo, já que a tecnologia pode usar água doce e salgada.

Matéria traduzida e adaptada da QZ.

Deixe uma resposta